Ads Top

Boleirão x Estudioso

O Grêmio, sob comando do técnico Renato Gaúcho, conquistou com merecimento a Copa do Brasil.

Portaluppi é um dos últimos técnicos brasileiros ainda com estilo "boleirão". Após a final de Porto Alegre, o treinador disparou a frase "quem não sabe vai para a Europa (estudar), quem sabe vai para a praia".

Desafiou os treinadores "estudiosos".

Dias atrás tivemos outra frase polêmica de Vanderlei Luxemburgo: "o (Pep) Guardiola é marketing".

Por coincidência do destino, na mesma semana que o Grêmio foi campeão nacional, o Manchester City de Guardiola leva de 4 do Leicester pelo Inglês.

A primeira pergunta: é justa a comparação?

A segunda: é mais fácil treinar times europeus, que, teoricamente, têm mais dinheiro para investimento, do que brasileiros?

Mas focando apenas no Brasil, hoje temos a frente da seleção brasileira um técnico considerado "estudioso". Depois de ser multicampeão pelo Corinthians, Tite passou um ano sabático. Voltou e foi campeão Brasileiro.

Jefferson Bernardes / AFP
A frase de Renato Portaluppi não surpreende. Seu estilo "marrento" continuará e faz parte do folclore do futebol.

Mas é importante que ele avalie os resultados de sua carreira e não apenas o presente.

Renato foi campeão da Copa do Brasil em 2007, pelo Fluminense, assumindo o time nas oitavas de final da Copa do Brasil. Situação semelhante a essa fase do Grêmio.

No ano seguinte fez o Tricolor quase imbatível e chegou a final da Libertadores da América, perdendo nos pênaltis para a LDU. Ainda em 2008 começou a derrocada. Falou que o Flu iria "passear" no Brasileirão e lutou contra o rebaixamento.

Foi demitido e chegou ao Vasco. Caiu para a Série B.

Lá se vão quase 10 anos. E somente agora Renato reaparece no futebol.

Nunca conseguiu resultados a longo prazo, implantar um modelo de jogo. Os times que comandou nunca tiveram a sua cara. É pouco.

Talvez na praia suas conquistas apareçam rapidamente.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.