Ads Top

MPE 'barra' torcida na arquibancada, mas aprova jogos no Morenão

O MPE (Ministério Público Estadual) deu no fim da tarde desta segunda-feira (23) o parecer sobre o estádio Morenão, que vai receber dois jogos da rodada de abertura do Campeonato Estadual de Futebol de 2017 no próximo fim de semana. O promotor que cuida do caso, Fabrício Proença, autorizou a realização de jogos, porém, sem torcedores presentes.

Segundo a notificação emitida à FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), as partidas poderão ser realizadas até o dia 12 de abril no estádio, quando novo laudo de prevenção e combate a incêndio e pânico deve ser apresentado.

Apesar destes indicativos, o promotor também frisa que, se sanadas restrições apontadas em laudo de segurança, o estádio poderá receber partidas com portões abertos ao público. No caso, uma nova vistoria está marcada para quarta-feira (25).

A capacidade atual do estádio, se liberado para a entrada de torcedores, foi de 9 mil. Destes, 6,5 mil ficariam nos setores popularmente conhecidos como arquibancada coberta, enquanto nas cadeiras, há capacidade permitida é de 9 mil pessoas.

Conforme apurado pela reportagem, existe uma movimentação da FFMS na tentativa de liberar o estádio para 13 mil e abrir assim partidas de equipes dos grandes centros do país. Entretanto, tal sinalização do MP, que apura a situação do estádio em inquérito civil desde 2014, caiu como um balde de ágúa fria na intenção dos dirigentes.

Rodada garantida - Além disso, reunião entre dirigentes de clubes e diretores da TV Morena, emissora detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Sul-mato-grossense, definiu a realização da primeira rodada no Morenão.

Isso foi necessário pois haviam correntes defendendo o adiamento da primeira rodada da competição, tal como ocorreu no ano passado. Porém, devido aos compromissos já existentes com a emissora, ficou acertado que mesmo que seja necessário partidas com portões fechados, os jogos serão realizados no Morenão.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.