Ads Top

Sem grandes mudanças, Sete estreia no Estadual nesta quarta; ingressos custarão metade

O empate com o Ceilândia-DF pela Copa Verde ficou para trás e o foco do Sete de Dourados agora é o Campeonato Estadual que para o atual campeão começa nesta quarta-feira (1) e com ingressos ainda mais baratos que no ano passado.

A estreia é contra o Naviraiense no estádio Douradão, às 20h15, e o time não deve mudar muito em relação à domingo (29), exceto pela troca de comando, que agora está com Mauro Marino, que ocupa o lugar de Emanoel Sacramento.

Com apenas dois treinos realizados, Marino não deve mexer muito na estrutura montada pelo antigo treinador. Nos treinos realizados no CT do clube na segunda-feira e na tarde desta terça, no Douradão, o técnico aproveitou boa parte do tempo para conversar com os atletas e explicar o que espera deles em campo.

Foto: Rafael Coca/MS em Foco
“É o máximo que posso fazer agora para tentar colocar minha forma de jogar”, explica. Sobre o time que escalará contra o Naviraiense, o técnico diz que irá definir horas antes do jogo, mas com poucas mudanças.

“Vou aproveitar o máximo de jogadores possível que enfrentaram o Ceilândia. Minha dúvida está em relação aos volantes, estamos analisando esses casos”. Domingo, o zagueiro Neto foi deslocado para a posição e atuou ao lado de Primo.

Agora, o técnico pode optar por uma formação que deixe a equipe mais leve e criativa, mas vai depender dos jogadores que terá à disposição. Contra o Ceilândia, Gauchinho e Dornelles, que seriam titulares, não puderam jogar.

O primeiro por ainda não ter a sua transferência internacional concluída e o segundo por ter sentido um problema muscular na véspera da partida. Ambos ainda aguardam liberação para serem escalados, o que pode acontecer apenas na próxima partida.

Ingressos

Para a estreia do Sete no Campeonato Estadual, a diretoria estipulou preço especial para estimular a presença do torcedor. As arquibancadas custam R$ 5 e as cadeiras cobertas R$ 10, metade dos valores praticados nas últimas temporadas.

“Precisamos de receita, é verdade. Mas agora será muito mais importante a presença do torcedor neste jogo, por isso optamos por abaixar mais os preços”, diz o gestor do clube, Tony Montalvão.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.