Ads Top

Operário bate o rival Comercial, lidera Grupo A e quebra recorde de público no Estadual

Um domingo inesquecível para Operário e para aquele que aprecia a festa do futebol. Os problemas salariais de Galo e Comercial não foram empecilho para que o Comerário fosse uma grande festa, com a bola balançando a rede quatro vezes e um público total de 6.751 torcedores. Destes, 5.501 foram declarados como pagantes pela direção da equipe, somando uma renda de R$ 68.015.

Já o resultado da partida, 3 a 1 para o Galo, fez com que o clube garantisse a liderança isolada do Grupo A, com nove pontos, e voltasse a vencer o maior rival - a última vitória operariana sobre o colorado tinha acontecido em 2008.  O Comercial segue com quatro pontos, empatado com o lanterna Novo, que hoje surpreendeu e venceu o Costa Rica por 2 a 1, de virada..

O primeiro tempo da partida foi nervo/so e muito estudado, com vários cartões sen/do distribuídos pelo árbitro Paulo Henrique Volkoff. O Operário teve mais posse de bola e volume de jogo, pressionando bastante no início. Porém, com o decorrer do tempo, passou sofrer com o posicionamento defensivo do Comercial, que bem compactado, cedeu poucos espaços.

Foto: Nyelder Rodrigues/MS Esporte Clube
VEJA OS GOLS DO COMERÁRIO 186 AQUI

Além disso, o colorado apostou na transição rápida, aproveitando os espaços deixados pelo avanço operariano. A situação só mudou depois que o volante Quirino foi expulso aos 44 minutos do primeiro tempo, após levar o segundo cartão amarelo em falta sobre o meia Igor.

Na volta do intervalo, o Galo foi para cima e logo abriu o placar, também aproveitando a vantagem numérica em  campo. Com 29 segundos de jogo, Luiz Jorge avançou pela esquerda e cruzou para a área. Wilson cabeceou para dentro da pequena área e Leandro Diniz escorou de cabeça.

Aos 11 minutos, e Igor apareceu pela esquerda. Ele recebeu a bola, parou, ergueu a cabeça e viu o Eduardo Arroz passando. Ele tocou para o volante, que cruzou rasteiro, macia para encontrar no segundo pau Wilson para empurrar e ampliar o marcador.

Daí em diante o Operário mandou no duelo. Aos 23 minutos, mais uma vez Igor enfiou bola para Wilson, que entrou fazendo o facão e deixou a bola quicar antes de, frente a frente com Zé Augusto, bater por cima do goleiro colorado e marcar o segundo dele no jogo.

Porém, um minuto depois disso, Rodrigo Ost recebeu na frente, cortou o lateral Luiz Jorge e bateu cruzado para diminuir o placar para o Comercial. Mesmo assim, o colorado não conseguiu reagir e teve que assistir o Operário dominar até o apito final.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.