Ads Top

Em dia com jogos festivos, o pelada do prefeito ganhou a preferência da mídia e até de jogador

Pelejas na cidade - O sábado passado foi de festividades esportivas em Campo Grande, com duas partidas contando com a presença de ex-jogadores, ambas no período matutino - provando aí já um erro de estratégia dos organizadores dos eventos.

Manda quem pode - Obviamente, um desses jogos teria que ganhar a preferência do público. E o peso do nome de Cafu e da publicidade feita pela prefeitura, muito por influência dos grandes veículos, fez com que o duelo na Jacques da Luz ocorresse com arquibancada cheia.

Manda quem pode 2 - A cobertura do evento capitaneado pelo prefeito Marquinhos Trad foi massiva, contando inclusive com a cobertura ao vivo de grande jornal online. Faltaram craques, mas sobrou o jabá oficial. Atrações no local, faltaram, infelizmente, assim como organização, que ficou aquém do esperado para um evento como tal.

Costas largas - Cafu levou o jogo nas costas, já que Marquinhos, Amaral e Fernando Baiano estão longe de serem atrações imperdíveis. Sabe-se lá porque raios,  a atriz do SBT, Larissa Manoela, também foi atração, mas no banco de reservas. 

Até o secretário Antônio Lacerda se rendeu à tietagem
Fred é gol - O youtuber do Desimpedidos, Fred, não fez bonito em campo, mas deu show fora. Enquanto Larissa pediu apoio de seguranças para "não ter a intimidade invadida" e crianças choravam por uma mera fora, o apresentador não exitou em atender a todos, até o secretário de Finanças e Gestão, Antônio Lacerda.

Fura fila - Mas houve quem conseguisse furar a fila para ser atendido pela atriz Larissa Manoela. Após fãs serem expurgados mesmo sob chuva mesmo depois da permissão de entrarem na área à beira do campo, o chefe da Funesp, Rodrigo Terra, conseguiu uma brechinha para uma adolescente tietar Manoela. Porém, pouco antes, o secretário quase foi barrado por um guarda municipal. "Ele não se apresentou, não tinha como saber", justificou.

Aos nervos - Apesar do clima amistoso, uma tremenda "cagada" foi protagonizada por jogadores que partiram para cima do árbitro em uma marcação de pênalti. Coisa feia. Pelo menos, a cobrança Marquinhos Trad bateu de cavadinha e fez um golaço. Fora de campo, também houve bate boca entre cinegrafista e fotógrafo por espaço para a melhor imagem.

Vira-casaca - Escalado para o jogo beneficente do Morenão, Amigos de Alberto x Amigos de Washington, o ex-meia e atual treinador do União não deu as caras no estádio e apareceu nas Moreninhas, onde defendeu o time de Marquinhos. Detalhe: ele foi confirmado como atração no Morenão pela própria assessoria, mas virou a casada em cima da hora.

Falando nisso - No jogo do Morenão, a situação foi contrária. Público praticamente zero, já que a organização pecou na divulgação. Entretanto, sobrou organização e atrações de peso, como Carlos Germano, Jorge Wagner, Ronaldão, Túlio Maravilha, entre outros.

Narração - O duelo contou, inclusive, com narração da dupla Dantas Jr. e Everson Nunes, o Olho Vivo, figurinhas carimbadas no futebol amador do São Conrado. Patrocinadores, seguranças e policiamento também não foi problema. Faltou mesmo foi só o público.

Até a próxima - Apesar de beneficente e contando com apoio da UFMS e do Governo do Estado, a organização foi particular, feita pelo odontologista especialista em implantes Alisson Rodrigues. Evento feito com seriedade, mas que sucumbiu ao "poder de fogo" da prefeitura. Na próxima, que uma nova marca e uma divulgação mais aguda seja feita.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.