Ads Top

Surpreso com sucesso rápido no Corinthians, Fábio Carille diz que não esperava já ser campeão

Em sua primeira temporada como técnico de um time profissional, Fábio Carille começou com o pé direito e ficou com o título do Paulistão. O comandante está há nove anos no clube (como auxiliar ou treinador interino) e disse que não acreditava ter um resposta tão rápida de seu trabalho.

Divulgação
"Fomos muito criticados quando saímos para o Guarani e para o Nacional na Libertadores. Lia bastante coisa na época, até mesmo para passar para o Tite. Sei o quanto é pesado, sei onde estou. O título dá só um pouco de respaldo. Se tiver uma sequência de resultados ruins, vai acontecer o que naturalmente acontece e eu não concordo. O que está acontecendo aqui hoje não é normal, não. Sendo sincero, não esperava. Acredita que precisaria de mais tempo para equilibrar a parte ofensiva, mas a defensiva sobressaiu demais, muito mais do que o esperado no início de trabalho", declarou.

Atleta do Alvinegro em 1995, o treinador se mostra surpreso com o sucesso recente. "Não sei onde estou. Ainda fico meio perdido por tudo que aconteceu e está acontecendo na minha vida. Era um garoto que só tinha a bola como brinquedo. Depois joguei cinco edições do Campeonato Brasileiro como atleta e, sendo bem sincero, sem ter nível para isso. É um sonho. Participei da Libertadores, fui para o Mundial... Tem hora que eu paro e não consigo entender. As coisas estão acontecendo muito rápido", contou.

Muito cobrado no começo da temporada, o comandante acredita que a vitória por 1 a 0 diante do Palmeiras foi um divisor de águas. "Até o jogo contra o Palmeiras, todos os dias foram difíceis. O grupo mostrou muita maturidade, muita personalidade. Os jogadores mais experientes sempre estiveram cobrando. Acredito que para o grupo foi mais difícil do que para mim. Administrar essa pressão toda não foi fácil, mas acabou dando resultado. Vamos continuar do mesmo jeito. Estou muito feliz hoje, mas amanhã já sei que tenho que colocar meus pés no chão e preparar uma equipe para quarta-feira", contou.

Segundo Carllie, não existe um destaque individal na equipe campeã. "Pode-se falar de Jô, do sistema defensivo muito forte. Para mim, o nosso conjunto é o grande destaque do campeonato. Vocês podem colocar o Corinthians como favorito ou a 20ª força do Brasileiro. Vamos seguir trabalhando forte", avaliou.

Mirando o restante da temporada, o técnico quer manter a mesma filosofia. "Não tem que mudar nada. É seguir na mesma caminhada, na mesma seriedade todos os dias. Não é porquê se ganha que está tudo certo. Sou de 1973 e as minhas primeiras lembranças do futebol são da Democracia Corintiana. Minha família toda é corintiana. Não caiu a ficha ainda. Esses últimos dias foram longos, a semana não passava. Mas, graças a Deus, deu tudo certo", encerrou.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.