Ads Top

Acems lamenta acusações de dirigente contra repórter e fotógrafo Nelson Corrales

A Acems (Associação dos Cronistas Esportivos de Mato Grosso do Sul) emitiu nota lamentando a situação ocorrida na semana passada em Campo Grande, onde o repórter e fotógrafo Nelson Corrales é acusado de "querer de aparecer" ao registrar um fato inusitado no duelo de ida da final do Sub-15, entre Novo e Grêmio Santo Antônio.

Reprodução
No caso, o Novo ficou sem treinador - conforme apurado, o técnico estava sem o RG e não pode ficar no banco - e por isso quem comandou o time naquele jogo foi o chefe da torcida organizada, Giovane Alencar. Corrales acompanhava a partida e fez o registro fotográfico da situação.

Porém, em conversa vazada posteriormente, Nelson é acusado pelo presidente do clube, Américo Ferreira, de "querer de aparecer" com a imagem. Na súmula da partida, o caso não foi relatado. Como auxiliar, consta o nome do vice-presidente do Operário, Alécio Manoel de Farias.

O caso repercutiu nas redes sociais e até a equipe do MS Esporte Clube foi alvo de ofensas, de autoria do analista de mídia social do Novo, Majder Walace. O clube ainda não se posicionou oficialmente sobre o caso, seja com explicações ou pedido de desculpas.

Essa não é a primeira vez que a Acems precisa se manifestar por causa de confusões envolvendo membros de clubes e imprensa em 2017. Durante o Estadual, uma ríspida discussão à beira do campo onde o atacante operariano Rodrigo Grahl fez infundadas acusações contra o repórter Everson Nunes, o Olho Vivo também foi lamentada pela entidade, por meio de nota.

Veja abaixo a nota na Acems na íntegra, lamentando os fatos recentes:

A Associação de Cronistas Esportivos de Mato Grosso do Sul lamenta o ocorrido durante o final de semana onde um dirigente do Novo se dirigiu ao cronista Nelson Corrales como alguém que tira foto para aparecer. 

O cronista e fotografo Nelson Corrales é um dos mais gabaritados profissionais da mídia esportiva do Estado e jamais deixaria o aconchego do seu Lar no final de semana para aparecer. Muito pelo contrário. 

O Nelson assim como todos os cronistas esportivos trabalham para mostrar o trabalho de outras pessoas. Fotógrafos como o Nelson jogam luzes e eternizam com seu talento aquilo que acontece nas centenas de praças esportivas deste país. 

Desmerecer a importância  de um profissional da crônica esportiva é depreciar um ofício que deveria ser usado para o crescimento do desporto sul-mato-grossense e nacional e também um afronto a liberdade de expressão. 

Se as lentes do fotografo flagraram um ato de irresponsabilidade dos dirigentes do Novo, este momento deveria ser usado para corrigir o erro e não para questionar o motivo do cronista estar ali fazendo o seu trabalho.

A ACEMS sempre estará ao lado de seus filiados e nossos cronistas sempre estarão á disposição do esporte sul-mato-grossense. Não adianta ser novo se as atitudes são ultrapassadas. 

José Antonio Coca 
Presidente

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.