Ads Top

Com gol de Everton 'Cebolinha', Grêmio vence Pachuca por 1 a 0 na prorrogação e está na final do Mundial

O Grêmio está na final do Mundial de Clubes da Fifa. Na tarde desta terça-feira (12), a equipe gaúcha bateu na prorrogação o Pachuca do México por 1 a 0 e garantiu a vaga para o duelo, que deve acontecer contra Real Madrid ou Al-Jazira - a semifinal acontece nesta quarta-feira. A decisão da competição será realizada no sábado.

Divulgação
O tricolor iniciou a partida estudando a equipe mexicana. Aos 4 minutos buscou criar uma jogada pela direita, com Barrios tabelando com Ramiro, a bola saiu a lateral. Em seguida, Edilson fez um lançamento em profundidade para Ramiro, que passou em velocidade, dominou e conseguiu um escanteio. Luan cobrou  e Lucas Barrios desviou de cabeça, raspando a trave à esquerda de Pérez.

O Pachuca buscou responder aos 8 minutos. Honda dominou na intermediária e arrematou de longe. A bola passou à esquerda de Marcelo Grohe. Outro lance, em uma jogada frontal a meta gremista, Kannemann conseguiu bom desarme e na sequência, Barrios sofreu uma falta.

Aos 26’, os gremistas tiveram uma chance em falta, pela direita. O Tricolor fez uma jogada ensaiada. A bola chegou a Fernandinho, que chutou mal, à esquerda de Pérez. O Pachuca chegou com muito perigo, com um lançamento às costas da zaga. Honda ficava cara a cara com Grohe, mas Cortez conseguiu tirar a bola.

Em uma boa jogada, Luan percebeu Ramiro entrando na área e fez o lançamento. Dividindo com o marcador, o meia tentou o desvio, mas sem sucesso. Depois de desarmar no campo de defesa, Barrios acionou Fernandinho no meio campo, que saiu em velocidade. Quando entrou na área, fez um cruzamento, a bola desviou na zaga e ficou fácil para a defesa de Pérez.

Aos 44’, Fernandinho recebeu na esquerda e cruzou forte. Ramiro chegou, mas esbarrou na defesa, cometendo falta. Os mexicanos ainda criaram e chegaram com perigo com Honda, mas Cortez salvou no último momento. A etapa finalizou aos 46 minutos.

Segundo Tempo

O Grêmio trocou bons passes nos minutos iniciais e logo chegou ao ataque, com Fernandinho, que conseguiu escanteio. Na cobrança, Luan colocou no primeiro poste, Pérez saiu de soco e a sobra ficou com Edilson, que mandou de primeira, mas para fora.

O Pachuca pressionou, mantendo boa posse de bola, mas ao chegar ao ataque, não conseguiu passar pela defensiva gremista. Os mexicanos chegaram com muito perigo logo em seguida, com Urretaviscaya, que recebeu no meio e arrematou e longe. Marcelo Grohe fez grande defesa.

Aos 11 minutos, Luan cobrou uma falta da intermediária, colocou na boca do gol para Michel, que entrou em velocidade e mandou de cabeça. A bola passou por sobre a meta. Depois de desarmar o adversário, Luan saiu em velocidade passando por três marcadores, finalizou, mas mandou pra fora.

Uma boa chance veio aos 14 minutos. Luan foi acionado na parte central do gramado, carregou e finalizou no canto esquerdo de Pérez, que conseguiu a defesa, mandando a escanteio. A bola foi alçada na área, Kannemann desviou de cabeça, a bola ainda bateu em Murillo e saiu, mas a arbitragem assinalou tiro de meta.

Em jogada de contra-ataque, o Tricolor avançou com Fernandinho, que serviu Luan. O atacante passava pelos marcadores na intermediária, mas acabou sofrendo falta. Na cobrança, Edilson mandou direto, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora, aos 29 minutos.

O Grêmio conseguiu criar, rodando a bola da direita pra esquerda. Jael fez o lançamento, Everton recebeu, fez o corte em dois marcadores e chutou, mas carimbou o defensor. Os mexicanos tiveram uma chance em cobrança de escanteio; a bola foi alçada na área, defesa cortou. Na sobra, Guzman mandou de cabeça. A bola passou raspando a trave direita.

Prorrogação

Renato providenciou sua última alteração - colocou Léo Moura no lugar de Edilson. O Grêmio iniciou pressionando e no primeiro minuto chegou por duas vezes. Primeiro, Bruno Cortez cruzou da linha de fundo, mas Gonzalez cortou. Em seguida, Everton foi quem mandou para a área, mas Herrera tirou de peixinho.

Foi aos 4 minutos que o Grêmio por fim conseguiu abrir o marcador com um baita gol. Everton recebeu a batida da lateral, fi pra cima do marcador, driblou e chutou de perna direita para o fundo das redes. Um golaço, uma pintura, um gol de craque.

Na segunda etapa o Grêmio trabalhou bem a bola com Léo Moura, que recebeu na direita, disparou em velocidade e cruzou na área buscando Luan, mas o zagueiro conseguiu se antecipar e cortar, mandando a escanteio.

Aos 4 minutos, Léo Moura foi afastar uma bola e dividiu com Guzman, que acabou expulso pela falta forte sobre o lateral. Já aos 6 minutos, o Grêmio ampliou o marcador com Jael, que recebeu um bom passe de Ramiro quando entrava na área, mas o gol foi anulado por impedimento do centroavante.

Em uma jogada de contra ataque Luan recebeu na intermediária, invadiu a área e chutou, mas mandou por sobre a meta de Pérez. Quase. O Pachuca teve uma chance em cobrança de escanteio, mas a defensiva gremista cortou. Grohe saiu de soco e afastou, colocando o Grêmio no contra-ataque. No decorrer do lance, Fernandinho foi derrubado com falta.

Quase que Everton marcou seu segundo na partida, quando recebeu um lançamento no campo de ataque. Ele tentou encobrir o goleiro, mas Pérez segurou. O Tricolor ainda teve uma falta a seu favor no último minuto. Da direita, Léo Moura cobrou, Ramiro chutou forte, mas a bola passou por sobre a meta. Pouco depois, foi dado o fim de jogo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.