Ads Top

Morenão vai precisar de novo acordo com Ministério Público para ser usado no Estadual 2018

A celeuma do Morenão continua. Após a reabertura parcial do estádio - apenas setor coberto e cadeira - e promessa de reforma completa até outubro deste ano, em comemoração aos 40 anos de Mato Grosso do Sul, os gestores esportivos não conseguirem cumprir a meta de reformar o local e agora seu uso em 2018 está em cheque.

Nelson Corrales
Faltando um mês e seis dias para o início da Série A do Estadual, o estádio vai precisar de um novo acordo entre gestores e Ministério Público, como ocorreu em 2017, para conseguir ser usado durante o Campeonato Estadual. A arena é um dos pedidos da TV Morena para fazer as transmissões e só foi liberada em 2017 para o público na véspera da primeira rodada.

A liberação depende ainda de laudos, que já foram feitos por PM e Bombeiros, e precisam ser entregues ao MP, que entra em recesso neste mês. Além disso, é preciso que o promotor que vai cuidar do caso aceite as justificativas apresentadas para validar nova reabertura parcial. Apenas 13,5 mil lugares ficariam disponíveis - assim como aconteceu em 2017.

De acordo com o presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, em entrevista ao site Esporte MS, o recurso para a reforma, de R$ 3,8 milhões, já está garantido pelo Governo do Estado e, diferente do planejado anteriormente, a própria administração estadual é quem deve realizar as obras - antes, a verba seria repassada em convênio para a UFMS, dona do estádio.

"Estamos estudando a melhor forma de fazer [a reforma]. O mais provável, pois ainda esperamos posição da Agesul, é que o próprio Governo do Estado faça essas adequações", explica Miranda.

Já ao Globo Esporte, foi informado que o projeto ficou pronto apenas novembro, inviabilizando o início das obras. A expectativa é que o processo licitatório seja iniciado em breve. Já a reforma deve ser iniciada ao término do Estadual, quando a utilização do estádio é reduzida.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.