Ads Top

Clubes decidem que Morenão terá rodada tripla para 'refazer' duelos anulados das quartas de final

O Morenão terá uma rodada tripla nesta quinta-feira (15) com os duelos das quartas de final do Estadual 2018. Além do jogo de volta entre Operário e Urso, também entrarão em campo os times que irão refazer os duelos que foram anulados com a decisão do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) em punir o Costa Rica em 13 pontos, pela escalação irregular do lateral Paulinho.

Arquivo/Marcos Ermínio
Com a eliminação da Cobra do Norte, o Novo foi considerado pelo departamento técnico da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) apto para disputar as quartas de final, já que a denúncia foi feita pela equipe antes do início dessa fase do campeonato.

Assim, na quinta o Novo vai encarar o Águia Negra às 16h no Morenão, enquanto o Sete pega no mesmo local, às 18h, o União. Ambos serão os jogos de ida. Depois, quem entra em campo, em duelo já válido pela volta das quartas de final é o Operário, que recebe o Urso. A partida de volta desta quarta-feira (14), entre Comercial e Corumbaense, às 20h45, segue inalterada.

Já a volta dos confrontos que serão refeitos acontecem no domingo (18) - com isso, as semifinais que aconteceriam neste dia não serão disputadas. O duelo entre Águia Negra e Novo acontecerá em Rio Brilhante às 17h, enquanto o Sete encara o União no Douradão às 15h - transmissão da TV Morena.

Além disso, os duelos de ida das semifinais precisaram ser remarcados pela FFMS. Inicialmente agendados para acontecer em dias distintos - dias 18 e 21 -, as partidas ficaram todas para o dia 21. Já a volta segue a acontecer nos dias 25 e 28.

Falta ainda definir detalhes de organização para a rodada tripla, que pode acontecer com portões fechados para a torcida nos dois primeiros jogos, sendo os portões abertos para o público apenas no último duelo da noite, entre Operário e Urso - único não remarcado.

Segundo o vice-presidente e diretor de competições da FFMS, Marco Antonio Tavares, apesar dos resultados dos confrontos refeitos não serem mais válidos, as infrações cometidas nas mesmas estão válidas - ou seja, cartões amarelos e expulsões não são anulados junto ao resultado, assim como a partida conta para o cumprimento de suspensões.

Recurso do Costa Rica

Mesmo com a definição de datas e confrontos dos clubes que seguem na competição, o Costa Rica não se deu por vencido e foi, ainda nesta manhã, protocolar um recurso contra a decisão da primeira turma do Tribunal. Assim, o caso seria julgado no Pleno do TJD.

Como a secretaria do TJD abre apenas no período da tarde, o advogado do clube, Arley Campos de Carvalho, junto ao diretor esportivo Augusto César Mignoli, foram até a presidente do Tribunal, Celina Dantas, para protocolar o recurso. 

Caso ela não aceite naquele momento o recurso do Costa Rica, eles vão esperar a abertura da secretaria, que fica em sala anexa à sede da FFMS, na rua 26 de Agosto, 1447. O horário oficial de abertura da secretaria é 13h.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.