Ads Top

Costa Rica recorre de eliminação no TJD e times que caíram nas quartas seguem treinando

É inegável que o mata-mata do Estadual 2018 está carregado de emoções em campo. Porém, fora dele, a disputa segue ferrenha e muito do que vimos nessas quartas de final pode ir por terra. Nesta segunda-feira (19), o Costa Rica entrou com recurso no TJD-MS (Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul) contra sua eliminação.

MS Esporte Clube/Arquivo
O advogado carioca Arley Campos de Carvalho, ex-auditor da Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, segue a frente da defesa da equipe. No pedido dele, feito ao Pleno, além da revisão da decisão tomada pela Primeira Turma sul-mato-grossense, ele quer que seja considerado um efeito suspensivo.

Com isso, mais uma vez o campeonato segue em xeque nos tribunais. Por ora, nenhum despacho referente a esse caso foi publicado no site oficial da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), onde são feitas as publicações do TJD-MS.

Diante da situação de incertezas, mesmo já definidos os quatro semifinalistas da competição, os times envolvidos nesse "troca-troca" de duelos nas quartas de final resolveram não dispensar os elencos e seguem treinando, casos do Costa Rica, União e Águia Negra.

Na semana passada, outro recurso foi impetrado por Paulinho, lateral que jogou irregular - não cumpriu suspensão imposta pelo TJD - quatro duelos neste Estadual e motivou todo o imbróglio que resultou na retirada de 13 pontos do clube - que ficou com saldo negativo de dois pontos.

O processo segue em análise dos membros do Tribunal. Ainda não há uma data para que um novo parecer ou julgamento aconteça. Caso os argumentos da defesa do Costa Rica sejam acatados, provavelmente o Novo seria eliminado, enquanto União e Águia Negra teriam uma nova chance em Rio Brilhante, enquanto Sete e Costa Rica decidiriam vaga na semifinal em Dourados.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.