Ads Top

Segue o jogo! Pleno do TJD nega recurso do Costa Rica e mantém clube punido em 13 pontos

Segue o jogo no Campeonato Estadual 2018. Eliminado da competição após perder 13 pontos pela escalação irregular do lateral direito Paulinho, o Costa Rica teve na noite desta quarta-feira (28) seus recursos negados pelos auditores do Pleno do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva). Agora, só resta ao clube entrar com recurso no STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva).

Auditores do Pleno (Foto: MS Esporte Clube)
O advogado da Cobra do Norte, Arley de Campos Carvalho, justificou o pedido embasado em um erro na citação do julgamento do atleta, ocorrido no ano passado. Segundo ele, Paulinho foi citado fora do prazo. O período mínimo estipulado é de 48 horas, mas ela teria ocorrido abaixo disso.

Isso, em tese, anularia a pena, contudo, a Procuradoria entendeu que, como o atleta contou com defesa feita pelo Operário e o clube não reclamou do pequeno prazo à época, a anulação pedida não seria mais válida. Assim também entendeu o relator e demais auditores, decidindo então negar, em votação unânime, os recursos do Costa Rica.

Paulinho foi expulso após confusão na semifinal de 2017, quando ainda defendia o Operário, contra o Corumbaense. Ele cumpriu a suspensão automática e depois foi condenado a cumprir mais três jogos. Porém, ele não cumpriu tal decisão da Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul.

Nessa temporada, ele disputou quatro partidas pelo Costa Rica, rendendo então a retirada de 13 pontos - como o time ficou com 11 na fase de grupos, ficou com -2 na tabela e acabou tendo que ceder espaço para o Novo nas quartas de final.

Denúncia contra Sete e Rosolem arquivada

Mais cedo, no site da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), a secretaria do TJD publicou o arquivamento de uma denúncia feita ao Tribunal. O caso - que estranhamente não é indicado no documento - se refere a escalação irregular de Gustavo Rosalem no Sete, nas duas primeiras rodadas da competição.

O atleta, que saiu da equipe depois disso, foi condenado ano passado a cumprir dois jogos de suspensão, mas apenas um dele, automático, foi cumprido em 2017. Em 2018, ele entrou em campo faltando ainda um jogo. Antes da semifinal, o Operário anunciou que entraria com ação buscando a mudança de vantagem do empate de lado.

Porém, a equipe alvinegra venceu os dois duelos - 1 a 0 em Campo Grande e 2 a 1 a volta em Dourados -, eliminando o Sete da competição e garantindo vaga nas finais do Estadual, após ficar 21 anos afastado dessa fase decisiva. Assim, o clube desistiu de tal ação.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.