Ads Top

Com 21 jogos em 2018, Flamengo tem aproveitamento abaixo de 50% em clássicos e Libertadores

O Flamengo faz no domingo (29) sua 22º partida oficial na temporada 2018, marcada até aqui por intensa turbulência no futebol. Devido ao grande investimento feito no elenco, o desempenho aquém do esperado não interfere nos resultados de jogos contra equipes de menor porte, mas é decisivo nos duelos contra time de mais peso, ou seja, nos clássicos e confrontos pela Copa Libertadores.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Contra o Ceará, no estádio Castelão, o time vai tentar neste fim de semana sua 13ª vitória na temporada. Analisando de forma geral, os números do Flamengo não são dos piores no ano, que terminará em dezembro com eleições no clube, o que em parte explica o tumulto em volta do time, que de fato, vem decepcionando tanto em resultados como em qualidade.

Nos 21 jogos disputados até então, o time só perdeu três vezes, empatando outras seis e vencendo 12 jogos - sempre levando em consideração três pontos por vitória e um por empate, o aproveitamento do time fica na marca dos 66%. Mas se fracionados entre Copa Libertadores e clássicos, os números apontam problemas para o rubro-negro, conforme aponta levantamento do MS Esporte Clube.

Entre clássicos e Libertadores, foram 11 partidas até aqui, com apenas três vitórias do Fla. Os outros jogos foram justamente os seis empates empates do time no ano, além de duas derrotas. Com isso, o percentual de aproveitamento do clube cai para 45% nesses duelos específicos.

A eliminação continental ainda na fase de grupos em 2017, somado a derrota nas finais da Copa Sulamericana e da Copa do Brasil do mesmo ano, além da eliminação para o Botafogo na semi do Carioca 2018 e uma campanha com apenas uma vitória em quatro jogos na Libertadores deste ano, evidenciam um retrospecto negativo para um dos maiores investimentos do futebol brasileiro.

Haverá chance de conseguir melhorar esses números em breve. Segundo colocado do Grupo 4 da Libertadores, o Fla volta a jogar pelo torneio em 16 de maio, contra o Emelec, no Rio de Janeiro. Antes disso, o time encara ainda o Internacional em 6 de maio, também no Rio.

Depois, haverá uma sequência de duelos nos dias 19, 23 e 26 de maio, respectivamente, contra Vasco da Gama (Rio), River Plate (Buenos Aires) e Atlético Mineiro (Belo Horizonte) antes de encerrar o mês. Aí estão as chances de vencer e, pelo menos com resultados, espantar críticas e a crise.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.