Ads Top

Salários travam renovação de contrato com goleiro Gelson e gerente de futebol no Novo

Um dos anunciados para disputar a Série D pelo Novo e considerado destaque na disputa do Estadual este ano, o goleiro Gelson não acertou os salários para a disputa da competição nacional e não faz parte do elenco. Com isso, o time seguirá com apenas dois goleiros, por ora, o titular Felipe Lacerda (que era reserva no Nacional-SP na Série A2) e o reserva Igor.

Foto: Nelson Corrales/Arquivo
Apesar disso, Gelson segue aberto a propostas do Novo, mas seu futuro este ano segue indefinido. Uma das possibilidades é que o atleta jogue fora do Estado. A notícia de sua saída pegou a todos de surpresa na véspera da estreia do Novo na Série D.

De acordo com o Arquibancada MS, faltou garantias do clube sobre o cumprimento com os salários. A ideia do Novo era encontra um parceiro que bancaria o salário do atleta, no entanto, não se concretizou, liberando o jogador para negociar com outros clubes.

Aos 28 anos, Gelson vive um dos melhores momentos em sua carreira, sendo eleito na Seleção do MS Esporte Clube, que contou com o voto de vários cronistas e torcedores, como o segundo melhor goleiro do Estadual deste ano, onde ajudou a levar o Novo até as semifinais.

Gerente de futebol

Outro nome que segue afastado do Novo, mas continua aberto a negociações é o do gerente de futebol Sandro Muzzi, o Manolo. Ele ficou à frente do futebol do clube na campanha vice-campeã em 2017 e agora, em 2018, retornou para a equipe.

Com o fim do Estadual e a chegada da CSR Sports, junto a Elenko Sports, Manolo acabou perdendo espaço no clube, mas ainda assim há a possibilidade de retorno dele ao trabalho junto a equipe nesta Série D, dependendo apenas de um acerto entre o gerente e a diretoria do Novo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.