Ads Top

Números e história: tudo sobre as estreias brasileiras em Copas do Mundo

Foi longa a espera. A saudade já se tornava incômoda. Desde o último momento juntos, se passaram 1.466 dias, contados com enorme ansiedade pelos mais de 200 milhões de torcedores brasileiros. Mas, é chegada a hora: a Seleção Brasileira volta aos gramados de um Mundial neste domingo (17), às 14h (de MS - 21h no horário local), contra a Suíça, na Arena Rostov, em Rostov-on-Don.

A tão antecipada estreia na Copa do Mundo FIFA Rússia 2018 marca um recorde absoluto da Amarelinha. Por ser o único país a participar de todos os Mundiais, o Brasil disputa sua 21ª partida inicial na competição. O retrospecto da Verde e Amarela é arrasador nestes confrontos: nas 20 estreias anteriores, foram 16 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas.

Reprodução
Os reveses vieram nas duas primeiras participações brasileiras em Copas: perdeu para a Iugoslávia por 2 a 1 em 1930, e para a Espanha por 3 a 1 em 1934. De lá para cá, uma invencibilidade que completa 80 anos neste Mundial. Para se ter noção do incrível desempenho da Seleção em seus jogos iniciais em Copas do Mundo, o Brasil vem enfileirando vitórias nas últimas nove edições do torneio. Se derrotar a Suíça, a Verde e Amarela chega ao décimo triunfo seguido em estreias nas Copas.

Se começar com o pé direito é tradição brasileira em Copas do Mundo, não poderia haver tradução mais literal deste histórico do que o inacreditável número de gols marcados pela Seleção em suas partidas de estreia. Em 20 jogos, a Canarinho balançou a rede 46 vezes. O resultado é a extraordinária média de 2,3 tentos por confronto.

A Verde e Amarela só passou em branco contra a Iugoslávia, em 1974, quando as seleções empataram em 0 a 0. No retrospecto brasileiro em seus duelos de abertura em Mundiais, estão memoráveis estreias. Em 1938, no primeiro Mundial organizado pela França, uma vitória por 6 a 5 sobre a Polônia, o duelo de abertura com mais gols marcados pelos brasileiros.

Já na Copa de 1954, na Suíça, o Brasil venceu por 5 a 0 o México, a maior goleada da Verde e Amarela em um jogo inicial. E como onde há gol, há um artilheiro, a Seleção tem grandes goleadores com exibições memoráveis para celebrar em suas estreias. O recordista é ninguém menos que Leônidas da Silva, o Diamante Negro.

Com tentos nos Mundiais de 1934 e 1938, Leônidas anotou quatro gols em estreias da Canarinho em Copas do Mundo: um contra a Espanha, em 1934, e um incrível hat-trick em cima da Polônia, em 1938. Na sequência, o Rei: nas partidas iniciais das Copas de 1962, 1966 e 1970, Pelé balançou as redes uma vez, somando três gols em estreias da Verde e Amarela em Copas.

Em seguida, diversos craques brasileiros que marcaram dois gols nos primeiros jogos em Mundiais: Perácio (1938), Ademir Menezes (1950), Baltazar (1950 e 1954), Pinga (1954), Mazzola (1958), Jairzinho (1970), Sócrates (1982 e 1986), Careca (1990) e… Neymar Jr. O camisa 10 da Seleção pode, neste domingo, aumentar seus números em estreias e, quem sabe, igualar ou até ultrapassar o inesquecível Leônidas da Silva.

Neste domingo, a Seleção tem pela frente a Suíça em sua estreia na Copa de 2018. Esta é a primeira vez que os países se enfrentam em suas partidas de abertura em Mundiais. O adversário mais comum da Verde e Amarela nestes duelos é o México, rival nas estreias das Copas de 1950, 1954 e 1962.

Depois de tantos números e informações sobre a Seleção Brasileira em estreias nas Copas do Mundo, não faltarão palpites aos torcedores de todo o mundo sobre o jogo deste domingo contra a Suíça. Então, aí vai mais um dado curioso da Verde e Amarela: o placar mais vezes registrado em partidas iniciais do Brasil é a vitória por 2 a 1.

Foram cinco as oportunidades em que a Verde e Amarela bateu seus primeiros adversários em um Mundial por esse resultado: URSS (1982), Suécia (1990), Escócia (1998), Turquia (2002) e Coréia do Norte (2010). Por falar na Escócia, o único gol contra a favor da Seleção na história do Mundiais foi marcado justamente na estreia da Amarelinha na Copa do Mundo de 1998, contra os escoceses.

Além da estreia deste domingo, a Seleção Brasileira tem pela frente mais duas partidas pela Primeira Fase da Copa do Mundo FIFA Rússia 2018. Na próxima sexta-feira (22), o Brasil vai a campo contra a Costa Rica, às 8h (de MS - 15h no horário local), em São Petersburgo. Depois, a Canarinho enfrenta a Sérvia às 14h (de MS - 21h na hora local), em Moscou, e encerra a participação na fase de grupos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.