Ads Top

Último a estrear, Grupo H é o único que não tem uma seleção campeã mundial

O Grupo H será o único sem a presença de, ao menos, um campeão na Copa do Mundo. As seleções presentes na chave também são inexperientes em Mundiais. Para se ter uma ideia, a Polônia é a mais rodada e, mesmo assim, participará apenas pela oitava vez do torneio da Fifa. Colômbia e Japão ostentam seis participações, enquanto Senegal irá para sua segunda Copa.

A Polônia esteve duas vezes na disputa do 3º lugar - venceu o Brasil em 1974 e superou a França em 1982. Os poloneses encerraram jejum de oito anos longe das Copas. Em 31 jogos, os europeus acumulam 15 vitórias, cinco empates e 11 derrotas. O destaque histórico da Seleção da Polônia é Grzegorz Lato, autor de dez gols em Mundiais, três a mais do que Andrzej Szarmach.

O herói colombiano, por sua vez, é mais recente. James Rodríguez é o jogador com mais tentos pelos sul-americanos (6). No geral, no entanto, a seleção tem mais gols sofridos (27) do que marcados (26). Não por acaso, as campanhas da Colômbia são modestas. O melhor desempenho ocorreu na Copa passada, quando os colombianos caíram frente ao Brasil nas quartas de final.

O desempenho do Japão também é modesto. Em 2002 e 2010, os japoneses chegaram às oitavas de final, melhor desempenho em sua história. Com 22 gols sofridos e 14 anotados, o Japão realizou 17 partidas e obteve quatro vitórias, quatro empates e nove derrotas. Honda é o maior artilheiro do país asiático, mas o número é tímido, três gols.

Essa é a mesma quantidade de Bouba Diop, artilheiro histórico de Senegal. Os senegaleses disputaram só a Copa de 2002 e chegaram até as quartas de final. Ao longo das suas cinco partidas, a Seleção de Senegal garantiu dois triunfos, dois empates e uma derrota, além de sete gols a favor e seis tomados.

Por Sr. Goool

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.