Ads Top

Sete das 12 equipes do Sul-mato-grossense continuam sem ter onde jogar em 2019

Apenas cinco clubes apresentaram à FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) as "casas" onde vão mandar seus jogos durante o Campeonato Sul-mato-grossense da próxima temporada. O prazo de entrega de laudos e outros documentos específicos aos estádios se encerrou quinta-feira (6). Os clubes que não cumpriram o prazo podem ser punidos.

Estádio das Moreninhas (Foto: Arquivo/PMCG)
De acordo com a tabela oficial da competição, Costa Rica e Águia Negra foram os únicos do interior a entregar os documentos referentes aos estádio Laertão e Ninho da Águia, respectivamente. Urso, Serc, Corumbaense, Aquidauanense e a dupla douradense Sete e Operário seguem sem "casa".

Já entre os times da Capital, Operário, União e Novo apresentaram o Estádio das Moreninhas, como a opção para receber seus jogos em 2019. O Comercial não apresentou nenhum documento e é o único de Campo Grande sem ter onde realizar as partidas. Contudo, clubes e Federação ainda trabalham em busca da liberação do Morenão para o próximo ano.

Ontem, cartolas da cidade morena foram até a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) para mais uma reunião sobre a liberação. Participaram os presidentes de Operário, Comercial, União e da FFMS, além de representantes da universidade.

Punição

Os clubes que não comunicaram à FFMS onde vão mandar seus jogos podem ser punidos por não cumprir o regulamento do Estadual e o Estatuto do Torcedor. A lista dos "sem casa" deve ser enviada ao TJD-MS (Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul) para julgamento.

O tribunal deve estipular punições para os clubes, que podem ser das mais brandas, como multas, até mais pesadas, como a exclusão da competição. Além disso, outros clubes podem denunciar a situação e pedir punições para seus adversários, como já ocorre em escalações irregulares.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.