Prontos para o clássico: Comerário promete duelo tático e decidido em detalhes e 'surpresas'

O ditado já diz: o diabo mora nos detalhes. É são os detalhes que devem decidir o clássico Comerário de número 190 nesta tarde de domingo (3) em Campo Grande.  O estádio Morenão recebe a partir das 16h o mais tradicional jogo de futebol de Mato Grosso do Sul com expectativa de duelo que promete muita determinação de ambas as partes e atenção especial para a parte tática.

Gral fez três gols no primeiro Comerário do ano passado
(Foto: MS Esporte Clube/Arquivo)
Até aqui, o Comercial entrou em campo quatro vezes pelo Estadual 2019. São duas vitórias (Serc e Urso), uma derrota (Aquidauanense) e um empate (União). Todos os esses jogos foram no Morenão, o que permite que os atletas colorados estejam mais familiarizados com o campo. Porém, a sequência na Capital também facilitou o trabalho de observação do Galo.

"Todo clássico é bom de participar. Existe uma motivação grande, uma expectativa muito grande. É jogo bom de atuar e estamos nos preparando para fazer um bom jogo. O mais importante é isso. Fazendo um bom jogo, aumentam as chances de vencer", frisa o treinador colorado Mário Tilico.

Já o atual campeão estadual teve duas partidas adiadas, contra Urso e Sete fora de casa, e entrou em campo apenas duas vezes. Na estreia, boa atuação contra o Corumbaense no Morenão, o que não se repetiu em Rio Brilhante na derrota para o Águia Negra, líder isolado da competição. Por causa dos adiamentos, o time ficou uma semana e meia sem jogar, apenas treinando.

"Estamos prontos. Treinamos forte e fomos ver os dois jogos do Comercial. É uma excelente equipe, que tem um grande treinador. Vai ser um jogo muito difícil, um clássico mesmo. Mas treinamos forte para isso e estamos prontos", destaca o comandante do Galo, Arilson Costa.

Fator surpresa pode desequilibrar

Arilson observa treinamento do Galo
(Foto: MS Esporte Clube)
O Estadual 2019 foi marcado para realizar as primeiras cinco rodadas nas primeiras três semanas  de competição. Porém, no duelo de hoje, apenas o Comercial vai chegar a esse quinto jogo. Apesar disso, Tilico acredita que a situação não cria desvantagem no que se refere ao período maior que o Operário teve para analisar seu time, já que a parte tática deve surgir como protagonista desse jogo.

"Não acho que crie desvantagem. É algo que pode ser equalizado. Claro que se você observar mais seu adversário, você tem um conhecimento maior da parte tática, como é a bola parada, as jogadas ensaiadas, mas não existe uma regra que determina que você vai vencer o jogo por isso", diz Tilico.

Além disso, o colorado opina que apesar de conhecer bem o adversário, ainda existe o fator surpresa no futebol. "Em algum momento, dentro de campo, um atleta pode fazer algo diferente, que você não viu antes, e criar uma jogada de gol. Nós conhecemos o Operário também, e se tiver alguma alguma mudança no início ou meio do jogo, cabe ao treinador enxergar isso", completa.

Quanto ao fato surpresa, a visão de Arilson é semelhante a de Tilico. "Algumas coisas sabemos que eles vão fazer, mas o Tilico é um excelente treinador e sempre vai tentar inventar alguma coisa para nos surpreender. Mas nosso trabalho é estudar, analisar e passar para nossos atletas o que queremos que eles façam para que saia tudo como planejamos durante o jogo".

Reforços e desfalques

Com 28 atletas no elenco, por ora o Operário não deve buscar mais reforços. Apesar de já integrados ao grupo, dois foram registrados no BID depois dos demais. O meia Jean Carlos apareceu inscrito na semana passada, enquanto o centro-avante Marquinhos, só na última sexta-feira (1).

Atletas colorados se preparam para mais um Comerário
(Foto: MS Esporte Clube)
Na reta final de preparação nesta semana, todos treinaram juntos e não há desfalques para o clássico. Segundo divulgado pela assessoria de imprensa do clube, o o lateral esquerdo Gerson, Jean Carlos e o atacante Pedro Hulk podem aparecer nos 11 iniciais da escalação operariana neste domingo.

Do lado comercialino, Tilico deve optar por um ataque mais veloz, sem um de área específico, e um meio-campo mais marcados. Ele tem duas baixas no elenco: o meia Paulo Roberto e o atacante Léo Mineiro. O camisa 9 foi para o futebol paulista, disputar a terceira divisão local, enquanto o camisa 10 foi dispensado após confusão com o zagueiro André Bahia na derrota para o Aquidauanense.

"Estamos com um grupo ainda em formação e tentando contratar atletas para algumas posições. Nesse momento não é fácil encontrar jogador que se encaixe no que a gente quer. Mas independente de qualquer coisa, temos também peças que podem se adaptar se não tivermos esse jogador de imediato. Estamos a procura ainda, mas o que temos aqui é de qualidade", conta o treinador.

Com a saída de Léo Mineiro, o único centro-avante típico no elenco, é Lucas Dronov. Já no meio, a saída de Paulo Roberto deixa um hiato no grupo. Além de atletas dessas posições, conforme apurado, o Comercial ainda procura outro atacante e um lateral.

Números do jogo, ingressos e segurança

O duelo Comerário de número 190 é o primeiro que acontece logo após o incidente do ano passado, em que o jogador Jefferson Reis agrediu o gandula - também terceiro goleiro, mas não inscrito na partida - Tadeu Kutter. Como a maior parte do elenco dos dois times se renovou, o clima do último jogo ficou para trás, restando apenas a rivalidade típica do clássico.

Em 189 confrontos na era profissional do futebol sul-mato-grossense, o Operário tem ampla vantagem. São 70 vitórias no clássico, contra 50 do Comercial, além de outros 69 empates. No passado, o Galo fez 4 a 1 no colorado na véspera do Carnaval, com três gols de Rodrigo Gral. No duelo do returno, que não acontecerá em 2019, o vermelhinho se vingou e venceu por 1 a 0.

Os ingressos para o jogo podem ser comprados nas bilheterias do estádio, antes do jogo, pelo valor de R$ 20 arquibancada e R$ 30 cadeira. Em todas há opção de meia entrada. Quanto a segurança do jogo, ela será reforçada pela PM (Polícia Militar).

Devido aos incidentes ocorridos na partida contra o Corumbaense, em que houve princípio de confronto de torcedores e intervenção com uso de força do Batalhão de Choque, uma das medidas adotadas será o fechamento da pista no entorno do Morenão para veículos.

Relacionadas

Postar um comentário

Receba nossas novidades