Com salários em dia, Corumbaense pega o Comercial e quer apagar 'sina negativa' como visitante

Cinco jogos, três derrotas, um empate e uma vitória. O retrospecto negativo do Corumbaense em jogos fora de casa neste campeonato causa preocupação, mas também é um motivador a mais para o treinador Zé Humberto arrancar o melhor de seus jogadores neste domingo (31), às 15h, no estádio Morenão, na confronto de volta das quartas de final contra o Comercial.

Na 1ª fase, Comercial bateu o Carijó por 1 a 0 no Morenão
(Foto: MS Esporte Clube/Nyelder Rodrigues/Arquivo)
Na ida, o Corumbaense saiu atrás no placar, mas conseguiu a virada e venceu por 2 a 1. O resultado fez com que o time revertesse a vantagem do empate para si na volta em Campo Grande - na primeira fase, também no Morenão, o alvinegro foi derrotado por 1 a 0 pelo Comercial.

Caso o placar se repita hoje, a vaga fica com o colorado, que segue com salários atrasados há dois meses e perdeu recentemente o preparador físico Kristofer Pachelli. Em Corumbá também houve atraso de salários, porém, todos foram quitados na sexta-feira (29).

Não foi divulgado se há baixas no alvinegro, mas conforme apurado pela reportagem, há atletas lesionados na defesa e também dúvidas no meio-campo, por causa de uma forte gripe que acomete dois jogadores daquele setor. Apesar disso, a tendência é que eles entrem em campo mesmo assim. Porém, a maior preocupação do time agora é mudar a postura como visitante.

"É necessário mudar a postura fora de casa, jogar com a mesma determinação que jogamos aqui dentro. Vencemos só o Operário de Dourados fora de casa. Muito pouco para uma equipe que quer ser campeã. É necessário mudar nossa postura, aproveitar as oportunidades e vencer. Sabemos que temos elenco pra isso", destaca o treinador Zé Humberto, em entrevista ao Diário Corumbaense.

Cinco novos atletas foram confirmados pelo Corumbaense no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) na data-limite de inscrições no Estadual, e todos eles, além de outros atletas que chegaram no decorrer da competição, estão disponíveis. Zé Humberto promete um time que pressione mais e marque com mais proximidade os jogadores do Comercial.

Problemas se tornaram motivadores

Mario Tilico tem uma dura missão à frente do colorado: motivar um elenco que ficou mais de dois meses sem receber salários, teve um mês quitado, mas o segundo mês está prestes a vencer. A situação financeira do clube causou revolta em torcedores e jogadores, mas acabou virando fator motivador para o elenco, que apesar de todos os problemas, melhorou de rendimento na reta final.

É nisso que o colorado se agarra: a vitória em casa sobre o Carijó na primeira fase, as defesas milagrosas de Rodolfo e a recente boa fase da equipe - incluindo uma goleada de 8 a 1 na última rodada da primeira fase sobre o Operário de Dourados, fora de casa. O resultado garantiu o 4º lugar e a vantagem do empate no resultado agregado contra o Corumbaense, além de decidir no Morenão.

Neste sábado, o Operário não conseguiu mais que um empate em 1 a 1 e foi eliminado em pleno Morenão pelo Aquidauanense, que venceu o jogo de ida por 1 a 0 e irá enfrentar o vencedor de Comercial x Corumbaense. Independente de quem seja o adversário, o primeiro jogo acontece já na quarta-feira (3), à tarde, em Aquidauana. A volta será no sábado (6) ou domingo (7).

Além desse duelo, também se enfrentam neste domingo Sete de Dourados e Costa Rica, às 15h, em Itaporã, e Águia Negra e Serc, às 17h, em Rio Brilhante. O Sete venceu a ida por 2 a 0 e pode, em casa, perder por até dois gols que garante vaga na semi. Já o Águia perdeu para a Serc por 1 a 0 em Chapadão do Sul e agora precisa da vitória para continuar na luta pelo título.

Relacionadas

Postar um comentário

Receba nossas novidades