Nas areias da Bahia, Victoria Lopes é ouro na 5ª etapa do Circuito Sul-Americano

Ao lado da sergipana Tainá Silva Bigi, a ivinhemense Victoria Lopes Pereira foi ouro na quinta etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019, em Camaçari-BA, neste domingo (21). A dupla venceu na final Andressa Cavalcanti/Diana Silva (PB/RJ) por 2 sets a 0 (21/12 e 21/17). Esta é a segunda medalha de ouro de Victoria e Tainá na temporada 2019 do Circuito.

As atletas ficaram no lugar mais alto do pódio também na segunda etapa, disputada em Coquimbo, no Chile. Além disso, a dupla conquistou a prata em Brasília-DF, pela quarta parada da competição sul-americana.

“Estou feliz demais por conquistar mais esse ouro, a gente sabia que esses dois jogos de hoje, da semifinal e final, seriam muito difíceis. O nosso time conseguiu superar todas as dificuldades, a temperatura estava alta, mas deu tudo certo. Os times se conhecem bem, se enfrentam com frequência. Fico feliz. E mais legal foi que que as três duplas do pódio foram brasileiras, a festa foi completa”, comemorou Victoria.

Campanha até a final

Na primeira partida em Camaçari, Tainá/Victoria (SE/MS) bateu Filippo/Erika, do Paraguai, por 2 sets a 0 (19/21 e 20/22). Na segunda rodada, a dupla superou as brasileiras Val e Erica Freitas (RJ/MG) por 2 sets a 0 (22/24 e 20/22).

A primeira e única derrota na competição foi para a dupla Hegeila/Talita (CE), por 2 sets a 1 (21/17, 17/21 e 15/17). Pelas quartas de final, Tainá/Victoria (SE/MS) bateu Jessica/Rafaela (PA) por 2 sets a 0 (23/21 e 21/11) e, na semifinal, Ângela/Carol Horta (DF/CE) por 2 sets a 0. O destaque vai para a disputa acirrada no primeiro set, que só foi decidido pelo placar de 31 a 29. No segundo, Tainá e Victoria liquidaram a partida por 21 a 16 e avançaram à final.

Masculino

Na final masculina, Ricardo Santos e Vinícius Freitas (BA/ES) venceram Joalysson “Jô” Gomes e Léo Vieira (PB/DF) de virada, por 2 sets a 1 (18/21, 21/17 e 15/13). O sul-mato-grossense Arthur, formando dupla com Adelmo (BA), não passaram das quartas de final, ao perderem para Jô/Léo Vieira (PB/DF) por 2 sets a 0 (21/15 e 21/15).

A pontuação obtida em cada etapa vai para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Nesta etapa, por exemplo, apesar de ter ficado com ouro, prata e bronze, o Brasil soma apenas 200 pontos da primeira posição. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral.

O Circuito Sul-Americano conta com cinco etapas regulares e dois torneios ‘Finals’, com formato diferente, maior pontuação e premiação, um para o masculino e outro para o feminino. Além de São Francisco do Sul (SC), Coquimbo (Chile), Lima (Peru), Brasília (DF) e agora Camaçari (Bahia), os torneios ‘Finals’ serão em Resistência (Argentina), para o naipe feminino, e Brasil, em cidade que será definida, no masculino.

FONTE: Esporte Ágil / Lucas Castro

Relacionadas

Postar um comentário

Receba nossas novidades