Ads Top

Rei dos recordes: goleiro Fábio será o jogador com mais atuações no Brasileiro

É ser herói e vilão. É ir em busca de uma bola sabendo que será o mais indefensável dos chutes. É dom, é treino, é glória, é entrega. É ser o coração do time, mesmo num jogo em que seu principal objetivo é evitar a alegria do outro. Ser goleiro não é uma tarefa fácil. E um arqueiro em especial sabe as desavenças e glórias dessa função. Fábio, do Cruzeiro, mostra a cada dia mais que está, não somente na história do clube.

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Em 2017 após não sofrer gol na vitória sobre o Sport, no Mineirão, chegou a 147 partidas sem ser vazado no Brasileirão desde a era dos pontos corridos. A marca superou Rogério Ceni, então recordista com 146.

"Sempre importante ter o reconhecimento do trabalho feito ao longo desses anos. A gente se dedica cada dia para melhorar, então uma marca dessa não é fácil pela dificuldade que é a competição, o nível que é, os atletas que você enfrenta nela. Estou muito feliz com esses números e ter a oportunidade desse reconhecimento", destacou Fábio, em entrevista ao site da CBF.

Este ano, no Brasileirão, o arqueiro está a 14 jogos de chegar a outro recorde de Ceni, que tem 575 partidas pela competição. Atualmente, Fábio é o segundo jogador com mais partidas na história do Campeonato Brasileiro, desde 1971.

"É mais um grande passo ter a oportunidade de estar junto desses grandes nomes que disputaram o Campeonato Brasileiro. Então é focar bastante nessa temporada que está chegando e fazer o melhor para estarmos entre os primeiros e, se Deus quiser, tendo a oportunidade mais uma vez de ser campeão", comentou o bicampeão.

Dom do arqueiro: sede de conquistas

561 jogos não se fazem em uma temporada. Se relembrar alguns já é uma tarefa quase que impossível, imagina escolher o seu preferido? Aquele que mais te marcou? Mas um cara como Fábio, com um dom para bater recordes e levantar taças lembra de alguns jogos que ficaram marcados do, até então, bicampeão brasileiro.

"Difícil escolher um que mais me marcou. São muitos jogos e a gente ter um específico é bem complicado. Mas acho que os jogos que levaram a gente a levantar os troféus do bicampeonato, tanto de 2013 quanto 2014 foram jogos importantes porque culminam com a qualificação da conquista", relembrou o goleiro.

Além dos recordes que veio quebrando nas competições, Fábio está próximo de conseguir mais um feito, contudo, com a camisa celeste. O matogrossense pode chegar ao top 3 de jogadores com maiores conquistas pelo Cruzeiro. Atualmente, com o atual título do Campeonato Mineiro, ele está com 12 títulos, atrás de Piazza (13), Marcelo Ramos (14) e Ricardinho (15).

"Tenho uma carreira consistente, respeitando primeiramente o ser humano, respeitando também todos os profissionais que tive a oportunidade de trabalhar. Não só aqui no Cruzeiro, mas contra também. Minha índole sempre foi a mesma desde o princípio porque Deus sempre me colocou em lugares que eu não imaginava, então, a Ele meu coração tem o máximo de respeito e transparência, sem machucar ninguém para conseguir alcançar os meus sonhos", concluiu.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.