Ads Top

Victoria representa Brasil em disputa por vaga olímpica no vôlei de praia

O Brasil começa a busca por vagas no vôlei de praia aos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 nesta quarta-feira (3), com a disputa da primeira fase da Continental Cup.

Foto: Fevochi/Divulgação
O torneio classificatório será realizado em Brasília (DF), no Parque da Cidade, e terá quatro duplas brasileiras. Entre elas, o time da sul-mato-grossense Victoria com a sergipana Tainá.

A atleta do Estado vem de uma medalha de ouro conquistada na primeira etapa do Classificatório Sul-Americano ao Mundial sub-21, domingo (31), em Arica, no Chile. Victoria atuou ao lado de Thamela (ES). A dupla terminou a competição invicta.

No naipe masculino, o País será representado na Continental Cup por Alison e Álvaro Filho (ES/PB), que estreiam a nova parceria, e Pedro Solberg e Vitor Felipe (RJ/PB). Juliana e Andressa (CE/PB) são a segunda dupla feminina brasileira na Continental Cup.

O torneio na capital federal é um dos quatro caminhos para a classificação aos Jogos de Tóquio. Na primeira fase, os países da América do Sul são divididos em três grupos. Os campeões de cada grupo vão direto para a fase final, enquanto segundos e terceiros disputam uma repescagem, com o campeão se unindo à fase final.

Alison e Álvaro e Pedro Solberg e Vitor Felipe enfrentam no primeiro dia os bolivianos Edson Perez e Rubens Gonzales e Ricardo Cova e Sérgio Franco. Em caso de empate nos quatro duelos, será disputado um set extra de 15 pontos. O país vencedor enfrenta na final Paraguai ou Venezuela, que duelam da mesma maneira do outro lado da chave.

No feminino, com a desistência da participação da Guiana, o Brasil já está garantido na final e só joga na quinta-feira (4), contra quem vencer a disputa entre Uruguai e Equador.

Chile e Argentina, no masculino, e Colômbia e Argentina, no feminino, venceram seus respectivos grupos. Os resultados garantiram as nações na fase final da Continental Cup, que será em 2020, em local ainda indefinido.

Critérios

A conquista da vaga na Continental Cup pertence ao país. Assim, as duplas que representam o Brasil não necessariamente serão os times que estarão na Olimpíada de 2020.

A disputa interna entre as duplas brasileiras é realizada de acordo com os critérios da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), nas etapas quatro e cinco estrelas do Circuito Mundial e também no Campeonato Mundial.

Além da Continental Cup, os países podem garantir vaga em Tóquio-2020 via Campeonato Mundial (campeão); Classificatório Olímpico (campeão e vice); ou ranking internacional (15 primeiros), que será fechado em junho de 2020. O Japão já possui uma vaga em cada gênero por ser o país-sede.


FONTE: Correio do Estado/Jones Mário

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.