Ads Top

'A espera de um milagre': Operário faz as contas e ainda sonha com classificação

Milagre, sobrenatural, bruxaria, forças ocultas... Seja lá qual o meio, mas o torcedor do Operário não contará apenas com a materialidade para ver o sonho de classificação à segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro concretizado no próximo domingo (9), quando será disputada a última rodada da atual fase de grupos da competição.

Foto: Arquivo/Paulo Francis/Campo Grande News
De volta a uma competição nacional após cerca de dez anos, o Galo foi depenado na disputa. Venceu apenas uma partida em cinco disputadas. Tem cinco pontos e ocupa a lanterna do Grupo A11. O duelo de domingo é contra o Patrocinense, que tem dois pontos a mais.

Mas as dificuldades do Galo já começaram uma semana antes do duelo. Atuando no Estádio das Moreninhas no torneio, o alvinegro recebeu a confirmação da CBF de que o confronto foi transferido para Rio Brilhante, casa do rival Águia Negra, atual campeão estadual.

Oficialmente, a alegação é de que toda a derradeira rodada da primeira fase da Série D será disputada no mesmo horário (às 17h de MS). Mas isso não impediu que dirigentes e torcedores ventilassem pela internet teorias de perseguição, incluindo um laudo do adversário mineiro pedindo a transferência do local do jogo pela acanhada situação do gramado do estádio campo-grandense.

Nas contas, o Operário é vítima do regulamento. A Série D tem 17 grupos em sua primeira fase. Todos os líderes de chave passam. Mas somente os 15 melhores segundo garantem a classificação.

Quando entrar em campo no Ninho da Águia, o Galo escala também a calculadora. Seu grupo ainda tem a Anapolina a liderança, com oito pontos, e o União Rondonópolis, com sete. Ambos os clubes se enfrentam no interior goiano.

Além da óbvia vitória sobre o Patrocinense e se garantir na segunda colocação da chave, o clube alvinegro precisa de uma combinação de nada menos que quatro resultados para se classificar.

Difícil, mas não impossível diria o operariano mais otimista. É segurar a fé naquilo que a sua crença permite e, quem sabe, seja alargada definitiva para o maior de Mato Grosso do Sul iniciar a sua sonhada caminhada de volta ao convívio dos gigantes. Sonhar não custa nada. Torcer também não.

Resumo da classificação:

- ficar em segundo em seu grupo
- que o Central (PE) não vença o Atlético-CE em casa
- que o Altos (PI) não vença o Maranhão em casa
- que o Floresta (CE) não vença o Santa Cruz (RN) em casa
- que o Bragantino (PA) não vença o River (PI) em casa

Vida mansa

Dificuldade para o Operário, otimismo para o Corumbaense. Em segundo lugar de seu grupo, o A10, com sete pontos, enfrenta o lanterna Palmas  (TO) - já eliminado, com três pontos - e é favorito mesmo fora de casa. Se classifica com uma vitória e pode terminar na liderança se o atual primeiro colocado, o Iporã (GO) - 10 pontos - tropeçar para o Sinop, no interior do Mato Grosso.

Fonte: Correio do Estado / Rafael Ribeiro

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.