Ads Top

Mesmo com o pior público em 5 anos, ingresso mais caro mantém bilheteria do Estadual na média

Levantamento feito pelo MS Esporte Clube indica que o preço médio dos ingressos no Campeonato Sul-mato-grossense 2019 foi o maior dos últimos oito anos, o que garantiu a manutenção da arrecadação com bilheteria dos estádios dentro da margem média história do mesmo período, apesar do público pagante nas partidas ser o pior das últimas cinco temporadas.

Os dados compilados a partir dos borderôs, registros financeiros oficiais das partidas entregues pelos clubes à FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), mostram que neste ano a média do preço praticado no Estadual, já incluindo meia-entradas, chegou a R$ 13,27. A arrecadação bruta em toda a competição foi de R$ 488.611.

Foto: MS Esporte Clube/Arquivo
No ano passado, o valor atingido foi R$ 11,21, enquanto que no retrasado, a média ficou em R$ 9,62. O menor valor registrado foi o de 2013, quando o preço médio foi o de R$ 8 para os 98 jogos daquela temporada - em 2019, foram disputadas 18 partidas a menos.

Já quanto a média de público pagante, o Estadual de 2019 só não foi pior do que o de 2014. Mas não foi por pouco: naquele ano, foram 456 torcedores por jogo, contra 460 de agora. O número é o pior dos últimos cinco anos e representa queda de 37% em comparação ao ano passado.

Em 2018, a média foi de 733 torcedores por jogo e um total de 35.924 nos 54 duelos, 26 a menos que em 2019, que somou apenas a 36.833 nas 80 partidas. Em nenhum desses anos, o público pagante total do Estadual lotaria o Morenão e nem sequer superaria o recorde oficial do estádio, que é 38.122 torcedores, em sua abertura, no duelo duelo Flamengo 3x1 Corinthians, em 7 de março de 1971.

Se a comparação for feita com 2017, ano que o Morenão foi reaberto ao público e o Estadual teve seu melhor público a partir de 2012 e foram realizados 76 jogos, a situação piora: queda de 45% na média (847) e 42% no total (64.374). O mau desempenho de Operário e Corumbaense, times que apresentaram os melhores números recentes, contribuiu para essa queda.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.