Ads Top

MS jogará a elite do Campeonato Brasileiro de Seleções de Voleibol sub-18 feminino em 2021

Mato Grosso do Sul fechou a primeira divisão do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) de Voleibol 2020, na categoria sub-18 feminino, com o terceiro lugar e jogará a divisão especial no ano que vem, a elite da competição nacional. Na disputa pelo bronze, no final da manhã deste sábado (14.03), a seleção sul-mato-grossense venceu, por 3 sets a 0 (25x21, 25x17 e 27x25), o Rio Grande do Norte.

Divulgaçãovolei
O torneio, organizado pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), teve início no dia 10 de março, com partidas no Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV), em Saquarema-RJ. Ao todo, participaram 10 equipes, divididas em dois grupos de cinco na fase classificatória.

O time do Estado estreou com vitória diante do Amazonas, por 2 sets a 1 (26x24, 24x26 e 20x25), na terça-feira (10.03). O dia seguinte foi de reveses: 3 sets a 0 para o Rio Grande do Norte (25x22, 25x16 e 25x12) e 2 sets a 1 para Roraima (23x25, 25x21 e 23x25).

Na quinta (12.03), o triunfo sobre a seleção alagoana, na última partida classificatória, foi suficiente para Mato Grosso do Sul terminar em segundo lugar no Grupo A, avançar à próxima fase e assegurar a permanência na divisão. Na semifinal, contra o Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (13.03), vitória para as gaúchas, por 3 sets a 0 (25x10, 25x12 e 25x13).

De acordo com a Federação de Voleibol de Mato Grosso do Sul (FVMS), o objetivo principal era manter-se na primeira divisão. Todavia, a conquista do bronze, frente ao selecionado potiguar, ultrapassou a meta. Conforme regulamento da CBV, as três seleções estaduais no pódio garantem acesso à divisão especial. Além de Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Mato Grosso (campeão e vice, respectivamente) estarão na elite em 2021.

“No jogo de hoje (14.03), que valia o terceiro lugar e a vaga à divisão especial, o grupo entrou muito determinado e focado a alcançar o objetivo, só a vitória nos interessava. Conseguimos e agora temos de trabalhar muito para disputar a elite no ano que vem”, avalia o técnico Samir Ismail Dalleh. Segundo ele, o saque foi o ponto forte do grupo no duelo decisivo. “Acredito que fez a diferença contra o Rio Grande do Norte. As meninas sacaram com força e inteligência”.

A classificação final da primeira divisão ficou assim: 1º - Rio Grande do Sul; 2º - Mato Grosso; 3º - Mato Grosso do Sul; 4º - Rio Grande do Norte; 5º - Espírito Santo; 6º - Tocantins; 7º - Amazonas; 8º - Alagoas; 9º - Pará; 10º - Roraima. As três últimas jogarão a segunda divisão no ano seguinte.

A delegação de Mato Grosso do Sul foi composta por:

Levantadoras: Naiadny Torres (Associação Atlética Banco do Brasil - AABB/Jardim) e Evelyn Lima (Associação Calvoso de Voleibol - ACV/Ponta Porã)

Centrais: Luiza Medeiros (Vôlei Balneário Camboriú/Santa Catarina), Leticia Corvalan (Círculo Militar/Campo Grande) e Laysa Menezes (ACV/Ponta Porã)

Opostas: Luiza Procópio (Mackenzie/MG) e Natacha Rosa (AABB/Bonito)

Líbero: Maria Eduarda Lopes (Círculo Militar/Campo Grande)

Ponteiras: Renata Conceição (Círculo Militar/Campo Grande), Kamily Cabral (AABB/Jardim) e Viviane Pleutim (AABB/Jardim)

Técnico: Samir Ismail Dalleh

Chefe de delegação: João Vitor Nascimento

Mato Grosso do Sul ainda teve a atuação do árbitro Jaime Nunes no campeonato.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.