Ads Top

Covid-19 em MS: três competições regionais são canceladas por causa da pandemia

Devido ao avanço da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), a Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte) anuncia o cancelamento dos Jogos da Melhor Idade, Paralimpíadas Escolares (Paraesc-MS) e da realização das etapas nas modalidades coletivas dos Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul para este ano.

Divulgação/Centro de Referência Esportiva de Três Lagoas
A medida é pautada nas orientações de prevenção ao contágio, recomendadas por órgãos de saúde para este período de disseminação viral, em especial a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por reunir anualmente mais de 700 atletas acima dos 60 anos, um dos grupos mais suscetíveis às complicações de Covid-19, os Jogos da Melhor Idade de MS não serão realizados em 2020 como forma de preservar a saúde da população idosa.

“É um público de altíssimo risco. Sem dúvida alguma, não podemos realizar estes Jogos, mas podemos dar suporte aos municípios para realizarem pequenas competições, reuniões e atividades on-line. É importante que os gestores esportivos municipais usem a tecnologia para manter essa população ativa”, afirma o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda.

De acordo com o Ministério da Saúde e conforme comunicado de alerta mundial emitido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em março, pessoas com deficiência também podem ter maior vulnerabilidade ao novo vírus, principalmente se apresentarem restrições respiratórias, dificuldades nos cuidados pessoais e condições autoimunes.

Pensando nisso, as Paralimpíadas Escolares também foram retiradas do calendário deste ano. No entanto, a etapa nacional das Paralimpíadas segue confirmada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

“Tivemos o cuidado de pensar em todos os atletas que se enquadram no grupo de risco da doença. Acima de tudo, replanejamos o calendário deste atípico ano prezando pelo resguardo da nossa população”, salienta a gerente-geral de Desenvolvimento de Atividades Esportivas da Fundesporte, Karina Quaini.

Alinhando-se ao novo modelo estabelecido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a Fundesporte decidiu, excepcionalmente neste ano, não realizar etapas dos Jogos Escolares de Juventude de Mato Grosso do Sul nos esportes coletivos (basquetebol, futsal, handebol e voleibol), tanto na faixa etária de 12 a 14 anos, quanto na de 15 a 17 anos.

O contato físico limitado e a prevenção de aglomerações (em ginásios, por exemplo) são as principais indicações das autoridades de saúde para minimizar a proliferação do vírus no meio esportivo.

Contudo, as 10 modalidades individuais da fase estadual dos Jogos Escolares de Juventude permanecem no calendário esportivo da Fundação, a depender de melhora no quadro epidemiológico de Covid-19 no Estado nos próximos meses. As individuais são: atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis de mesa, vôlei de praia, luta olímpica/wrestling e xadrez.

“Conforme for a curva epidemiológica, podemos até pensar em realizar as disputas individuais na primeira quinzena de outubro, com protocolos de biossegurança rígidos, que já estão sendo preparados pela nossa equipe. Temos de pensar, em primeiro lugar, na segurança de nossos atletas e técnicos”, frisa Miranda.

Em função do agravamento da epidemia, o COB cancelou as etapas regionais (fase classificatória somente com disputas nas modalidades coletivas) dos Jogos Escolares da Juventude 2020, previstas para o mês de setembro. Por outro lado, a entidade ainda avalia a realização da fase nacional da competição, marcada inicialmente para novembro. A resposta final será dada em junho.

Campo Grande, por meio de ofício de intenção do Governo do Estado, candidatou-se para sediar esta última etapa, reunindo atletas de todas as unidades federativas do país. A capital de Mato Grosso do Sul recebeu visita técnica de dirigentes do COB entre os dias 3 e 5 de março.

Reuniões técnicas à distância

A Fundesporte promoverá, a partir de junho, reuniões técnicas on-line com gestores esportivos municipais, além de representantes do paradesporto, da melhor idade e esporte escolar de cada cidade. Os encontros, em formato de videoconferência, serão divididos por regiões. As datas serão divulgadas em breve.

Segundo Miranda, o objetivo das reuniões é dar suporte e mobilizar os municípios a repensarem o esporte durante o período de pandemia.

“Precisamos de criatividade para manter o esporte vivo nos municípios. É uma fase em que nós da Fundesporte, junto aos secretários municipais, temos de fazer a diferença na vida da população. Essas reuniões on-line serão de orientação, capacitação e de proposição de ideias. Precisamos também ter um retorno dos gestores e técnicos que trabalham na ponta com estes atletas, para que contribuam com o nosso planejamento, pensando neste ano e em 2021”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.