Ads Top

Pleno do TJD mantém pena de 6 pontos e Corumbaense segue classificado no Estadual

O 'caso Vandinho' parece ter chegado a um fim agradável para os torcedores do Carijó: o clube de Corumbá foi punido pelo Pleno do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) de Mato Grosso do Sul apenas com a perda de seis pontos, o que acarretará em sua continuidade na Série A do Estadual, mantendo a Pontaporanense rebaixada para a Série B.

Arquivo Diário Corumbaense/Leonardo Cabral
Sem a presença de dirigentes representando os dois clubes mais interessados, os auditores presentes negaram provimento aos recursos de Pontaporanense e Corumbaense, representados apenas por seus advogados, e votaram contra o recurso da procuradoria e o voto do relator do caso, que pediu a punição máxima em questão - 16 pontos - para o clube da fronteira com a Bolívia.

Inicialmente, o clube foi punido com a perda de 16 pontos em primeira instância, antes da paralisação do futebol por causa da covid-19. Porém, recurso do time alvinegro foi aceito e a pena reduzida para apenas seis pontos, o que faria o Carijó cair de posições na tabela, mas seguir classificado para o mata-mata e fora da zona de rebaixamento, no oitavo lugar.

Com a confirmação da perda de seis pontos, o time segue enfrentando o Aquidauanense no mata-mata do Estadual. Hoje, foi feito a última análise do caso, em sessão do Pleno do TJD, última instância da Justiça Desportiva local. A decisão foi tomada por 4 votos a 2.

Vandinho é lateral e jogou irregularmente em 2020 pelo Corumbaense sem cumprir punição imposta em 2019, quando defendia o Comercial e xingou o árbitro do duelo que resultou na eliminação do colorado, contra o Aquidauanense, no Morenão. Com a camisa alvinegro, ele disputou três jogos. O julgamento aconteceu na noite desta quinta-feira (4) no Hotel Internacional, em Campo Grande.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.